Noiva ou meretriz?

Noiva ou meretriz?

Uma aparência inofensiva pode atrair confiança

 

Justamente no Apocalipse temos frequentemente imagens duplas, que apresentam profundo contraste entre si. Temos, por exemplo, duas figuras de mulheres totalmente opostas: a noiva do Cordeiro, que é a Igreja (Apocalipse 19.7) e a meretriz (Apocalipse 17).

Temos ainda duas cidades, a Nova Jerusalém e a Babilônia; o Cordeiro, que tinha sido morto, em oposição à besta, que foi ferida mortalmente, mas cuja ferida mortal foi curada.

E aqui, na abertura do primeiro selo, temos o anticristo em confronto com o Cristo. O espírito do anticristo é o espírito do engano. Aliás, este é o espírito dos últimos tempos: o engano.

Daí a razão pela qual têm surgido tantas doutrinas diabólicas dentro das igrejas evangélicas. O cavaleiro do cavalo branco, o anticristo, está vestido com uma aparência de Cristo.

Ele engana com o seu cavalo branco e com o seu discurso de paz entre os povos. Usa gestos humildes e até tem aparência inofensiva, a fim de que todos possam depositar nele confiança e fé.

Ele tem um arco, mas o arco é visto na mão dos inimigos de Deus, como na profecia de Ezequiel, que diz: "Tirarei o teu arco da tua mão esquerda e farei cair as tuas flechas da tua mão direita." Ezequiel 39.3

Ele tem uma coroa, mas ela não foi herdada, e sim concedida. Finalmente, ele saiu vencendo e para vencer, o que não significa dizer que ele venceu, mas apenas teve o intuito de vencer.

É verdade que ele saiu vencendo, mas isso foi só no começo. O mesmo tem acontecido com os filhos das trevas, pois começam vencendo e no fim acabam perdendo.

É também o que acontece com o diabo! Ele começou vencendo desde Adão e Eva, mas foi derrotado pelo Senhor Jesus Cristo na cruz do Calvário. E o seu fim e o de seus demônios, no lago de fogo e enxofre, já está determinado. Ele sabe muito bem disso!

Quem é o anticristo? Há estudiosos apocalípticos que acreditam ser ele um dos líderes máximos da religião que se diz dominante. Seus seguidores o consideram até mesmo infalível.

Outra corrente crê que um próximo líder desses, mas de origem judaica, será o falso profeta ou a besta que emerge da terra, e não exatamente o anticristo.

Os que acreditam na hipótese de ser um dos líderes supremos da religião que se diz dominante alegam as seguintes razões:

Ele procura imitar o Senhor Jesus Cristo, com uma mensagem de paz para o mundo, e isto justifica o cavaleiro do cavalo branco, pois a cor branca sugere a paz.

Quando este líder aparece em público, ou em visita a um país, normalmente as suas vestes são brancas. A coroa ou o chapelão é branco e ele carrega cajado na mão, simbolizando o arco do cavaleiro do cavalo branco.

Segundo os estudiosos, tudo isso não passa de farsa, pois enquanto esse líder se faz passar por mensageiro da paz, os seus subordinados, distribuídos em diversas ordens, irmandades e organizações, planejam e executam revoluções, guerras, assassinatos de presidentes e derramamento de sangue inocente.

O que a maioria das pessoas desconhece é que essa religião que se diz dominante cria essas organizações, e também aquelas que as combatem. É um grande jogo!

Edmond Paris, em um dos seus livros, narra com detalhes como foi planejada e executada a Primeira Guerra Mundial, e também a Segunda. Fala ainda sobre comunismo, fascismo, nazismo e extermínio de povos judeus e árabes.

(*) Trecho retirado do livro "Estudo do Apocalipse", do bispo Edir Macedo